Arquivo para categoria Para sua casa

Pisos e revestimentos, como reformar sem causar entulho?

Pisos e revestimentos, como reformar sem causar entulho?

Os pisos e revestimentos são partes importantes de uma residência não somente pela estética que agregam ao ambiente, mas também pela qualidade e segurança oferecidas. Esses fatores são pontuais no momento de decidir a reforma e troca dessas peças. A instalação de um piso ou revestimento novo geralmente ocasiona grande trastorno e dor de cabeça, e ainda se a tarefa não for realizada por mão de obra qualificada e competente é possível ter algumas dores de cabeça. Para evitar um possível quebra quebra é indicado avaliar quais são as melhores opções para reformar com praticidade e qualidade.

A técnica de colocação do piso sobre piso é uma boa alternativa para realizar a reforma de modo eficaz, rápido e prático. Esse modo de assentamento não oferece barulheira, há grande economia quanto a instalação do piso novo, não proporciona sujeira em demasia, além de oferecer alta facilidade e praticidade. A instalação do revestimento ou piso novo é realizado com a aplicação de uma argamassa colante própria e requer a verificação das medidas. Para superfícies resinadas como  a ardósia é preciso retirar a camada de resina para que a argamassa tenha efeito sobre o piso antigo  e permita a instalação do piso novo.

É necessário ter atenção a alguns detalhes básicos que garantem o sucesso dessa reforma como a verificação de peças soltas, se houver algum caso no seu piso é preciso corrigir essa falha para que a nova peça ou revestimento não seja prejudicado posteriormente com a mesma falha. É necessário evitar a lavagem excessiva, pois poderá ocorrer descolamento das peças novas pela umidade em demasia. No caso de portas, soleiras e pontos de escoamento de água é necessário ajustar para o nível da nova camada. O mercado já disponibiliza peças adaptadas com espessura menor e acabamento final ultrafino de alta tecnologia, vale a pena conferir e escolher o tipo que melhor se enquadra a sua residência.

Fonte

Deixe um comentário

10 dicas para melhorar a segurança da sua casa

alarme-moradia-casa-apartamento-prosegur-securitassegurança da sua casa pode ser potenciada se colocar em prática algumas dicas que diminuem muito o perigo da nossa moradia ser assaltada.
Como diz o ditado:“A ocasião faz o ladrão”. Muitos dos assaltos a moradias acontece porque não tomamos as devidas precauções e somos um pouco desleixados em pequenos pormenores que praticamente informam aos possíveis ladrões de que a nossa moradia está disponível para ser assaltada.

Fica uma lista de simples dicas para melhorar a segurança da sua moradia

1. Portas Com Segurança

Opte por portas bastante resistentes e que todas as janelas que próximas de portas estejam também reforçadas. Caso verifique que a sua porta não é suficientemente resistente opte por trocar a sua porta por uma porta blindada.

2. Compre trincos resistentes, com várias trancas de segurança.

Os assaltantes quando querem roubar uma casa derrubam qualquer obstáculo no entanto não lhes devemos simplificar a tarefa. Devemos optar por utilizar umfechadura com diversas trancas. Muitas das portas que os construtores colocam em obra têm fechaduras fracas que são facilmente abbertas com recurso a um simples cartão de crédito.

3. Trancas nos Estores

Estores com trancas por dentro e barras de ferro em janelas que fiquem no rés do chão são elementos que apesar de não serem muito estéticos são de alta eficácia no aumento da segurança da sua moradia.

4. Tranque Portas Deslizantes

Portas deslizantes também precisam de trancas! Não se esqueça de proteger com uma boa fechadura as portas delizantes de sua casa.

5. Coloque Alarmes na Garagem

Alguns dos valores mais valiosos que temos em nossa casa estão guardados na garagem e muitas vezes desleixamo-nos na sua salvaguarda. Para além disso temos de nos lembrar que a garagem é em muitos casos uma zona de acesso para a nossa casa.

Nunca se esqueça de fechar a porta da sua garagem e de activar o alarmedeste compartimento.

6. Mantenha a Casa Visível

Todos gostamos de ter a nossa privacidade, mas também nos devemos lembrar que essa privacidade também funciona quando estamos a ser assaltados. Uma casa com muros ou sebes altas é perfeita para ser assaltada sem que os vizinhos dêm conta.

Certifiquem-se também que não tem árvores que possam funcionar de acesso a pisos superiores da moradia.

7. Instale Luzes Automáticas

Instalar algumas luzes que acendam automaticamente de forma aleatória é uma forma barata de manter a sensação de ter a casa ocupada.

Cuide de não dar pistas de que a casa não está ocupada.

Varie no local em que deixa o seu carro. Se tiver um segundo carro deixe-o na casa que estiver desocupada e sempre que for a casa troque o local em que ele está estacionado.

8. Planeie as Férias

Sempre que for de férias, peça a alguém para ir a casa regularmente e abrir as janelas.

Manter ruídos dentro de casa ajuda a criar a ideia de que a casa está ocupada. Um rádio de pilhas é mais do que suficiente para aguentar vários dias ligado.

9. Procure Um Bom Sistema de Alarmes

Existem muitas empresas de alarmes que fornecem soluções económicas para proteger a sua casa.

Pense que por algumas centenas de euros pode garantir a segurança de milhares de euros.

Provavelmente tem um seguro para a casa, mas pode poupar muito mais dinheiro se também adquirir uma solução de alarmes. Ter um sistema de alarmesimplementado em casa é um factor de redução na mensalidade do seguro de recheio da habitação.

10. Não se Esqueça de Ligar o Alarme

Importante mesmo é que depois de comprar o alarme e de o instalar na sua moradia, não se esqueça de o ligar sempre que se ausentar.

Pois é, o alarme só funciona se estiver ligado e muitas vezes acabamos por nos desleixar e não ligamos o alarme de nossa casa deixando-a completamente desprotegida.

Utilize estas dicas e mantenha a sua casa mais protegida no futuro!

Fonte

Deixe um comentário

Luzes, lâmpadas, ação: acerte em seu projeto

É claro que as luminárias contam muitos pontos na decoração e também ajudam a criar efeitos de luz, mas, ao contrário da crença geral, elas não são as estrelas de um projeto luminotécnico. A definição mais importante se refere às lâmpadas, as verdadeiras protagonistas dessa história. A escolha correta é o primeiro passo rumo à conquista de ambientes confortáveis, com iluminação na medida. Só então chega a vez de se esbaldar entre os inúmeros spots e lustres, comprando aqueles que se adequam às lâmpadas eleitas. Para provar que o assunto não é um bicho de sete cabeças, como parece, a edição de outubro da revista ‘Minha Casa’ fez uma reportagem com informações que vão clarear as ideias, confira!

A LÂMPADA CERTA

Incandescentes
Gastam muita energia e são pouco eficientes, pois apenas 5% da eletricidade que usam se torna luz – o resto vira calor. Têm os dias contato: até o fim do ano, os modelos acima de 101w deixarão de ser vendidos. Os demais acabam até 2017.

Fluorescentes
Dividem-se entre compactas – que incluem um reator e encaixam nos mesmos soquetes das incandescentes – e tubulares – que precisam de reator auxiliar. Consomem 80% menos energia que as incandescentes, entretanto, a maioria dos modelos emite luz fria. Têm baixo índice de reprodução de cor, de 70% a 80% (o IRC indica a capacidade que a luz tem de exibir fielmente as cores). Recomendadas para cômodos que exigem claridade intensa e constante, como escritórios e cozinhas.

Halógenas
Aqui estã elas: dicroica, PAR, AR, halopin e palito. São as que melhor reproduzem as cores, contudo gastam apenas 30% menos que as incandescentes. Com luz amareladas vão bem em salas, mas como esquentam bastante, não devem ser direcionadas para sofás e poltronas, nem usadas em muitos pontos. Em quartos, se saem melhor em luminárias com efeito difusor.

Por ser de baixa voltagem, a dicroica pede um transformador. Gera luz mais brilhante, pois tem um refletor parabólico. A PAR (sigla em português de “refletor parabólico aluminizado”), também refletora, possui um vidro que protege a lâmpada, razão para ser usada em banheiros e jardins. A AR (sigla para “refletora aluminizada”) apresenta facho bem definido e ofusca menos. Já a menor da turma, a halopin, tem potência e voltagem baixas, por isso clareia cantinhos, gastando pouca energia. A palito, ou lapiseira, joga a luz para cima.

LED
Sigla em inglês para “diodo emissor de luz”. Na verdade, não é uma lâmpada, mas ilumina. Oferece tecnologia avançada, até 50 anos de vida útil (dependendo da qualidade), economia (gasta 80% menos que as incandescentes) e boa luminosidade. Aquece pouco, tem IRC de 85% e é encontrado em tonalidades e formatos variados (de dicroica, por exemplo). Combina com qualquer ambiente. O ponto fraco está no preço, ainda alto, todavia com tendência a cair.

Fonte: Revista Minha Casa – Edição n° 30 – Outubro 2012

Deixe um comentário

Decorar a casa com cor

Se você está pensando em decorar sua casa com cor, porque pretende fazer uma remodelação original ou porque cansou de viver em espaços com tons neutros, seguem aqui algumas sugestões para inspirar na decoração da sua casa com muita cor.

Uma escadaria com personalidade colorida
Cores e ideias arrojadas costumam andar de mãos dadas. Pintar uma escadaria aborrecida com uma imensidão de cor tornará uma enfadonha escadaria numa obra de arte doméstica sem precedentes.

Uma escadaria com personalidade colorida

Pintar a mobília com imaginação
Está farto do aparador de madeira da sua sala? Pode optar por pintá-lo com cor vibrante! Use a imaginação, existem inúmeras tintas especiais para pintar madeira sem grande trabalho. Para criar motivos e desenhos, você pode comprar stencils e utilizá-los para decorar a pintura.

Pintar mobílias com imaginação

Pintar o chão com cor
Decorar a casa com cor pode perfeitamente passar por dar cor ao chão. Existem tintas especiais para pavimentos de uso intensivo, e nada mais original que ter o chão da casa colorido.

Pintar o chão com cor

Criar pontos de cor nas paredes
Se a intenção é chamar atenção para certos locais através da cor, mantendo todo o resto neutro, basta fazer isso mesmo: manter uma tela neutra e colorir certos locais como nichos ou portas de armários com um tom apelativo aos sentidos.

Criar pontos de cor nas paredes

Usar cor na decoração do banheiro
Nem sempre um banheiro tem de ser apenas branco ou forrado a azulejo. Por que não usar cor para lhe dar vida?

Usar cor na decoração da casa de banho

Realçar as mobílias neutras com paredes coloridas
Normalmente os móveis coloridos dão vida a uma casa pois as paredes são usualmente brancas ou em tons neutros. Se você pretende o oposto, nada como uma boa cor para dar vida a peças de mobília em tons neutros como o branco.

Realçar as mobílias neutras com paredes coloridas

Cor para dar ilusão
Tal como no exemplo, apenas um retângulo de cor atrás de simples prateleiras delimita não apenas o espaço, mas cria ilusão de uma coesão entre prateleiras e a parede. Cria-se uma peça de mobiliário original apenas com um retângulo de cor na parede.

Cor para dar ilusão

Pintar as portas
E porquê não reciclar as portas antigas com frisos de madeira, mudando-lhes os puxadores e realçando-as com cor?

Pintar as portas

Dar vida à lareira
Se tem uma lareira sem graça, dê-lhe cor. Quem disse que não se pode pintar a lareira? Crie um elemento original não apenas pelo fato de aquecer o espaço, mas pela sua peculiaridade colorida.

Dar vida à lareira

Usar vários objetos semelhantes com cores distintas
Se pretende usar cor com proporção, uma das formas de o fazer é usar vários objetos semelhantes com cores distintas para decorar um espaço, como por exemplo, uma estante aberta da sala.

Usar vários objetos semelhantes

A cor também pode ser neutra
O branco não é o único tom neutro na decoração de uma casa. Qualquer divisão da casa pintada numa cor intensa, dependendo da sensação que pretende transmitir à divisão, pode funcionar como espaço neutro, realçando todos os objetos que a complementam.

A cor também pode ser neutra

Fonte: Blog A Nossa Vida

Deixe um comentário

Os 10 mandamentos da decoração

A K Design criou os 10 mandamentos da decoração, com algumas dicas que podem ajudá-lo a decorar sua casa. E a decorar o seu cantinho conforme o seu gosto, afinal, você precisa se sentir bem dentro da sua casa! Confira as dicas.

1 – A sua casa deve refletir a sua personalidade, portanto decore-a com objetos que traduzam o que você é, o que você gosta.

2 – Faça uma limpa e jogue fora tudo aquilo que não tem utilidade.

3 – Escolha uma paleta de cores para sua decoração, ela servirá de guia e evitará deslizes.

4 – Antes de sair mexendo nos móveis, pense no espaço e mentalmente imagine qual a melhor forma de usá-lo.

5 – Reaproveite os móveis. Antes de jogar tudo fora e comprar coisas novas, tente realocar as peças dentro de casa.

6 – Não compre algo que não combine com seu estilo de vida. Só por uma coisa está moda, não quer dizer que você também tenha que entrar na onda, talvez aquilo não combine com você, assuma isso.

7 – Fotos. Se você ficou com dúvidas se a sua decor está combinando, se os móveis e objetos estão no lugar certo, tire fotos com várias opções e compare, isso pode ajudar e muito a enxergar o que está fora de proporção ou o que pode melhorar.

8 – Use plantas, elas dão vida e aconchego para o ambiente.

9 – A iluminação é essencial para valorizar o espaço, seja luz do sol durante o dia, ou com a luz artificial, que pode trazer conforto e funcionalidade para sua casa.

10 – Tente definir que estilo lhe agrada, clássico, moderno, rústico, oriental, retrô, romântico, etc. Se você não tem a menor ideia, analise os móveis que você comprou ultimamente, folheie revistas de decoração, pense em ambientes que tenha visitado e que lhe agradaram, enfim isso vai acabar auxiliando você a descobrir qual o seu estilo.

Deixe um comentário

Ideias para melhor aproveitamento de espaços ociosos

Que os imóveis estão cada vez menores, todos já percebemos. O motivo disso é que a demanda por imóveis só aumenta, já os terrenos estão cada vez mais em falta. Resultado: distribuir o espaço em unidades menores, sejam casas, apartamentos, lojas ou escritórios.

Por isso, a K Design foi atrás de dicas que podem ajudá-los a aproveitar melhor cada cantinho da sua casa. Confira este post do blog Casos de Casa (www.casosdecasa.com.br)

Para casas e  apartamentos  pequenos, ou para melhorar a organização, algumas ideias criativas e práticas podem ajudar no aproveitamento de espaços ociosos.

Procure projetar móveis que dão utilidade a todos os  “cantos mortos” da casa, transformando-os em estantes, armários, gavetas ideais para armazenar acessórios, livros e até sapatos.

Procure  aproveitar o pé direito e crie móveis suspensos. Pintando-os da mesma cor das paredes  ao redor, consegue-se um efeito visual bem limpo e discreto.

Vejam algumas ideias!

 

Deixe um comentário

“Ressuscite” seus móveis!

Cansou dos seus móveis? Está querendo dar um chá de sumiço em algumas peças? Calma, a gente foi atrás de algumas sugestões por aí que podem inspirar você a ressuscitar os seus móveis. Vale a pena conferir, tem peças que praticamente nasceram de novo!

Deixe um comentário